domingo, 25 de janeiro de 2009

ALGARVE MINHA TERRA

Minha terra, meu Algarve,
como tu estás diferente!
Tornaste-te hospitaleira, mas
todavia menos crente...!
Os teus filhos te abandonaram, mas
logo outros te adoptaram, porque
és grande a valer!
Esses teus filhos de outrora,
orgulham-se de ti agora,
por aquilo que lhes fazes ver...
O teu nome é eterno, o teu seio
acolhedor, por isso, os que te conhecem
todos te têm amor!
As tuas praias são as melhores,
as suas águas as mais quentinhas,
sem contar com o sol, as areias e as conchinhas!
As algas, essas ervinhas, que enervam
o nadador são todavia fresquinhas,
mesmo antes do sol se pôr!

Publicado em 2004
autora: Isabel Moreira

1 comentário:

ISA disse...

Este poema foi escreto no Algarve num dia de inspiração. Quando depois de migrar para Lisboa voltei ao Algarve e, encontrei turistas por todo o lado. Só então compreendi que tinha saido da minha terra natal e outros a tinham ocupado.
Jinhos a quem visitar este blog.