sexta-feira, 17 de abril de 2009

AS ROSAS VERMELHAS DO TEU JARDIM

Numa manhã fresca floresceste
Como rosa vermelha em botão
No verde jardim onde nasceste
Um beija-flor cresceu, então...
Deixa o ressentimento, meu amor
Porque sim, eu quero crer
Que sou apenas no teu jardim a única flor
Que os teus olhos querem ver.

As rosas vermelhas do teu jardim
São como as pombas brancas que acolhes
Não por elas, mas por mim
Porque sabes que sentido faz que olhes
As pobres avezinhas que são tuas e são minhas:
São nossos os pássaros que cantam no jardim
E são as pétalas de rosa, beija-flor e andorinhas
As quais te fazem feliz, como me fazem a mim!

1 comentário:

isa disse...

As quais te fazem feliz, como me fazem a mim